Introdução ao Moodle

O Moodle é um projeto de código aberto para a criação de ambientes de aprendizagem.

Os cursos são a essência do Moodle. Eles podem ser agrupados em categorias e tem seu conteúdo dividido em tópicos (seções de conteúdo). Atividades e recursos são os componentes dos tópicos do curso, como páginas de apresentação do conteúdo, fórum para interação entre participantes, quizes para fixação do aprendizado, além de questionários e tarefas para a avaliação de aprendizagem.

  • Recursos
    • URL: um link para um site qualquer;
    • Rótulo: conteúdo exibido diretamente na seção;
    • Página: conteúdo exibido em outra página;
    • Livro: páginas organizadas hierarquicamente com um sumário à direita;;
    • Arquivo: permite o envio de um arquivo;
    • Pasta: permite o envio de vários arquivos;
  • Atividades de comunicação entre participantes
    • Fórum: permite a comunicação assíncrona entre participantes e tutores, utilizado para a manifestação de textos médios, com possibilidade de atribuição de nota para os participantes;
    • Chat: permite a comunicação síncrona, em tempo real, entre participantes e tutores, em data combinada, por meio de uma sala de chat, utilizado para textos curtos; as sessões realizadas podem ser consultadas, se habilitado;
  • Atividades de apresentação de conteúdo
    • Glossário: permite a construção colaborativa da definição de termos que envolvem o curso; arquivos podem ser vinculados a cada termo; a aprovação da edição pelo tutor pode ser habilitada; os termos criados serão linkados quando utilizados no recurso de Página;
    • Wiki: permite a construção colaborativa de páginas pelos participantes do curso. Há uma área de comentários para troca de sugestões e debates entre os participantes. Essa atividade mantém um histórico de alterações com autor e data, sendo possível comparar as alterações realizadas, bem como desfazer alterações ao retornar a página para uma versão anterior. O professor pode habilitar ou desabilitar a edição do conteúdo durante o decorrer do curso.
    • Lição: conjunto de páginas que são apresentadas conforme as condições estabelecidas. Pode-se criar uma sequência de páginas de conteúdo para navegação linear e utilizar páginas com questões para realizar desvios na navegação a partir da resposta selecionada. Esse mecanismo pode ser utilizado para impedir o avanço das páginas até que o estudante acerte a questão apresentada, ou, pode-se desviar o aluno para outra questão.
  • Atividades de coleta de respostas
    • Escolha: apresenta uma questão aos participantes, utilizada para consultas e votações; é possível estabelecer um prazo para resposta; pode ser permitido selecionar mais de uma opção para a resposta; o resultado pode ser omitido ou apresentado de forma completa (identifica cada resposta por estudante) ou somente a somatória, ou ainda, o resultado pode ser omitido até que uma resposta seja fornecida pelo estudante;
    • Pesquisa: apresenta um formulário com um conjunto de questões. Ao adicionar essa atividade use o campo Descrição para designar o texto que será exibido ao usuário antes de acessar ao formulário. As questões podem ser de múltipla escolha, de texto curto, texto longo, numérico. Há questões especiais para formatação do formulário: Adicionar uma quebra de página permite agrupar questões por página, Rótulo permite adicionar um texto no topo, no rodapé ou entre as questões, Informação permite incluir nos resultados o nome do curso, da categoria do curso ou o data da resposta, esta última opção está disponível somente se a opção Gravar nomes de usuários estiver habilitada). Os resultados são exibidos por meio do valor absoluto, percentagem e gráficos em barra. Essa atividade é comumente utilizada para avaliação de diagnóstico;
    • Base de dados: permite o cadastramento de dados pelos estudantes, ao responder as questões apresentadas, a fim de criar uma base de informações. Os dados cadastrados podem estar disponíveis aos demais estudantes, seja pela listagem completa ou pela busca. As questões podem ser elaboradas com diferentes tipos de dados, como texto, data, url, imagens, o que permite a criação de uma galeria, bem como para envio de arquivos, o que permite a utilização como repositório de arquivos (quando os dados estiverem compartilhados entre os estudantes) ou para recepção de trabalhos (quando os dados não estiverem compartilhados entre os estudantes). É possível atribuir nota nesta atividade;
    • Tarefa: apresenta aos participantes uma questão subjetiva para obtenção de nota. A atividade pode ser configurada para que a resposta seja fornecida por meio de um editor de texto e/ou por meio do envio de arquivo PDF, ou ainda por entrega offline. Neste último caso, não será possível qualquer envio online, mas apenas atribuição de nota pelo professor. É possível estabelecer um prazo para a realização da atividade. Para que a entrega seja efetivada, não basta que o estudante preencha a resposta ou anexe um arquivo, é necessário clicar no botão Enviar tarefa antes que o prazo de entrega termine. A entrega provisória ocorre até que o prazo seja alcançado, sendo então considerada como entrega definitiva. Já a entrega recorrente permite que o estudante submeta novamente a resposta caso não tenha alcança a nota mínima, ainda que o prazo já tenha expirado. A entrega em grupo é realizada por apenas um membro do grupo. O professor pode consultar o status de realização da atividade, bem como tomar ações individuais, como estender o prazo, bloquear envio de respostas e alterar a nota. É possível predefinir os critérios de avaliação por meio da Avaliação guiada ou predefinir os critérios com subcritérios por meio da Rubrica.
    • Questionário: permite a criação de testes/provas compostos por questões com atribuição de nota. As questões objetivas podem ser corrigidas pelo sistema, enquanto as questões de texto livre dependem de atribuição individual da nota pelo professor. As questões podem ser escolhidas pelo sistema a partir de bancos de questões categorizados, assim é possível que o sistema monte um questionário com questões fáceis, médias e difíceis, conforme configuração realizada, inclusive quanto a divisão das questões por página, quanto a proteção do questionário por senha ou quanto a randomização da ordem das questões e respostas. É possível estabelecer a duração máxima para preenchimento do questionário, o número de tentativas, bem como, para este último caso, escolher o método de avaliação, que define um critério para cálculo da nota (por exemplo a média das tentativas). Após a tentativa de responder o questionário é possível apresentar a nota e o gabarito, bem como definir um prazo para acesso a essa informação.

As seções e atividades podem ter restrições de visibilidade por data, por obtenção de determinada nota em alguma atividade anterior, dentre outras possibilidades, assim o estudante terá acesso ao conteúdo conforme o tempo ou conforme seu rendimento, por exemplo.

A plataforma fornece recursos para educadores, estudantes e administradores, bem como recursos adicionais estão disponíveis por meio de plugins. Novos formatos de curso, que mudam o leiaute das seções do curso, pode ser adicionados e permitem a apresentação das seções como abas (onetopic), grade (grid), acordeão (collapsed), dentre outros.

Conheça mais lendo o meu livro sobre Moodle, é gratuito. Se for empresa, contrate uma capacitação.

Informações adicionais

Reinaldo Gil Lima de Carvalho é Analista Judiciário do TRT 8ª Região,
consultor do Debian GNU/Linux e organizador compulsivo do conhecimento.

%d blogueiros gostam disto: